fbpx

Descubra Quais São As 6 Principais Causas De Dor No Quadril!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A dor no quadril é um problema que muitas pessoas enfrentam e que possuem dificuldades de lidar.

Grande parte das pessoas acaba se esquecendo de que o quadril é uma das maiores articulações do corpo humano e que por conta disso, é uma das regiões que mais se esforçam.

Isso porque sustentam uma carga muito grande de peso. Sua preservação e cuidado são fundamentais para promover os movimentos dos membros inferiores.

Se você está sofrendo com dores nessa região, então confira aqui quais são os principais motivos pelos quais elas aparecem e como fazer para trata-las.

Causas Mais Comuns De Dor No Quadril

Causas Mais Comuns De Dor No Quadril

A ligação das pernas com o tronco pode ser um local onde acontece muito problemas principalmente envolvendo dores.

A causa dessas dores podem ter muitos motivos diferentes. Sendo assim, é importante estar atento a elas para que se possa saber como trata-las corretamente.

Veja abaixo algumas das causas que podem gerar dor no quadril.

1. Tendinite glútea:

A tendinite é algo muito comum de se adquirir. No entanto o que muitos não sabem, é que ela pode aparecer também nos quadris.

Sendo assim, ela surge principalmente em mulheres que forçam excessivamente os tendões.

Além disso, pessoas que não praticam alongamento antes de realizarem algum esforço físico, também estão sujeitas ao seu aparecimento.

Os sintomas mais comuns são:

  • Aumento de sensibilidade do lado do quadril;
  • Dores ao deitar de lado;
  • Dificuldades de subir escada e se levantar;

A dor pode ser sentida desde toda lateral da perna até o joelho, e pode piorar quando apalpada.

2. Bursite trocantérica:

Essa palavra difícil é dada para as bursas, que de maneira geral, se parecem com pequenas bolsas com líquido e se localizam em regiões de atrito no corpo. Ou seja, nas articulações.

No quadril, a bursa tende a inflamar quando o tendão apresenta uma tensão maior ocasionando uma inflamação.

A dor nessa região piora muito ao caminhar.

3. Osteonecrose:

A Osteonecrose afeta muito mais a dor no quadril do sexo masculino.

Surge principalmente devido a sequelas de acidentes, consumo de bebidas alcoólicas em exagero ou com uso de corticoide.

A dor no quadril é o principal indício de que a necrose pode ter aparecido. Sendo assim, os pacientes que sofreram desse mal, dizem que a dor irradia para a virilha.

De modo inesperado, essa dor pode causar dificuldades em andar ou até mesmo se manter de pé.

Se não tratada a tempo, pode desencadear uma artrose.

4. Artrose causa dor no quadril:

E falando em artrose, ela acontece quando a cartilagem da articulação se perde ou se desgasta.

Geralmente, aparece mais em pessoas idosas do sexo feminino. Ainda não se sabe o que causa o aparecimento dessa doença, mas acredita-se que a genética é o principal fator para seu surgimento.

Sendo assim, os primeiros sintomas podem ser sentidos com uma dor profunda no quadril na parte interna que pode ou não chegar até a virilha.

Pode-se notar sua piora quando se executa algum esforço. A dor em si é leve, no entanto, é progressiva.

Sendo assim, com o passar do tempo, ela pode afetar movimentações simples e impedir a pessoa de realizar algumas atividades do dia a dia como calçar um sapato.

5. Fratura do quadril:

A fratura geralmente tende acontecer quando os indivíduos sofrem algum tipo de lesão na área do quadril como queda.

Idosos com fraqueza nos ossos geralmente podem estar mais expostos para que isso aconteça.

Geralmente, quando se fratura o quadril, é possível perceber uma forte dor e a impossibilidade de sair do chão ou apoiar a perna para andar.

6. Impacto femuroacetabular:

Esta situação acontece quando a bacia e a cabeça do fêmur resultam em um encaixe excessivo.

Sendo assim, ele surge quando movimentos são feitos e provocam lesões na parte da cartilagem.

A dor se localiza na região da virilha na parte de dentro do quadril. Geralmente, aparece quando a pessoa se senta, se agacha, ou realiza algum movimento que seja parecido com se sentar.

O Que Fazer Para Tratar A Dor No Quadril?

O Que Fazer Para Tratar A Dor No Quadril

Alguns desses problemas só podem ser tratados com cirurgia. O diagnóstico é feito quando o indivíduo passa por uma avaliação média.

Sendo assim é muito importante que você marque uma avaliação com um especialista para começar o tratamento adequado.

Alguns desses motivos de dores no quadril podem ser resolvidos com ginástica, fisioterapia, alongamentos e medicação.

O pilates é um ótimo meio para que você consiga tratar essas dores. Principalmente porque o pilates tem como proposta ajudar o paciente a fortalecer sua musculatura, manter sua saúde em dia e também a tratar disfunções e patologias.

Lembrando que o pilates é uma atividade que pode ser oferecida ao paciente somente através de um instrutor que seja fisioterapeuta ou então educador físico.

Sendo assim, o pilates apresenta duas vertentes: a fisioterápica e a de atividades físicas.

Portanto, caso você sinta um incômodo na região do quadril, não hesite em esperar que essa dor piore.

Procure saber qual sua causa para que você a trate da melhor forma. Nem sempre as causas das dores podem ser falta de exercícios.

Em alguns casos, essa dor pode representar tumores, infecções, sonovite, luxação, displasia, entre outros.

Assim, antes de partir para o pilates e conhecer essa atividade mais a fundo, você deve primeiramente saber por onde começar seu tratamento.

Cuidar bem do nosso corpo é uma obrigação pessoal que ninguém poderá fazer por você. Então, esteja atento aos sinais que ele emite para que não seja tarde demais e essas dores não desencadeiem outros problemas maiores.

Conclusão

Conclusão

Por fim, pudemos ver então algumas causas da dor no quadril aparecer.

Em sua maioria, pode-se resolver grande parte apenas fazendo exercícios de fortificação muscular e repousando as pernas evitando atividades mais grosseiras.

Portanto, é importante estar atendo a algumas coisas como:

  • Quanto tempo essa dor tem aparecido?
  • Qual a intensidade dela?
  • Qual a sua localização?
  • Com qual atividade ela surge?

A partir dai, seu médico poderá diagnosticá-lo e preparar exames para identificar se o que você tem é passível de uma cirurgia ou apenas de exercícios e medicação para dor.

Gostou deste artigo? Então nos deixe saber aqui nos comentários e compartilhe-o em suas redes.

Dani Medeiros , fisioterapeuta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!