fbpx

Pilates durante a gestação: existem exercícios contraindicados?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
pilates na gravidez beneficios

Pilates e gestação é uma combinação muito saudável! Não só durante a gestação, mas também para a preparação do corpo para um parto natural.

Além de ser uma combinação que permite a recuperação mais rápida do corpo após o parto. Garantindo que a mulher volte a se sentir bem consigo mesma e tenha facilidade de cuidar de seu bebê no pós parto.

Afinal, os músculos são trabalhados durante todos os treinos, com o objetivo de dar melhor condicionamento físico para a mulher.

A rotina de treinos pilates e em especial, pilates para o quadril, é importante para que sua recuperação pós parto seja rápida.

Facilitando que a mulher possa cuidar de seu bebê após o parto, sem sentir tanta dificuldade física. Mas será que todos os exercícios de Pilates são liberados para as grávidas? Que tal descobrirmos agora?

Existem exercícios contraindicados de Pilates durante a gestação?

Sim! Como pude ver no livro “Pilates para grávidas: Exercícios simples e seguros para antes e depois do parto”, nós podemos classificar as restrições em dois tipos: as contraindicações relativas e as absolutas.

De modo que, a prática de Pilates durante a gestação seja a mais saudável possível para a mãe e para o bebê.

Contraindicações relativas de Pilates na gestação

As contraindicações relativas são as seguintes:

  • Em caso de anemia severa;
  • Quando a grávida tem diabetes ou hipertensão fora de controle;
  • Em casos de gestantes com peso muito abaixo ou muito acima do normal;
  • Se for uma gestação de múltiplos;
  • Caso existam restrições no crescimento fetal.

Essas são as contraindicações consideradas relativas. Justamente por estarem diretamente associadas a situações que precisam ser avaliadas pelo obstetra.

Portanto, cabe a gestante entrar em contato com seu especialista e identificar quais são as medidas mais saudáveis para adotar durante sua gestação. De modo que, todo o período seja saudável para a grávida e seu feto.

Contraindicações absolutas

As contraindicações absolutas são aquelas que, independentemente de a grávida ter o hábito de se exercitar, é contraindicado fazer Pilates ou outro exercício.

Justamente devido ao fato da atividade física poder agravar uma condição existente em relação à saúde da gestante ou de seu feto. Portanto, os casos de contraindicação absoluta são:

  • Em casos de disfunção placentária;
  • Mulheres que já enfrentam gestação de risco ou abortos prévios;
  • Caso a grávida apresente sangramento persistente;
  • Placenta prévia ou placenta baixa;
  • Caso exista uma disfunção cardíaca ou pulmonar importante;
  • Em casos de pré-eclâmpsia.

Nos casos em que a mulher tem a contraindicação absoluta de prática regular de atividade física na gestação, é preciso cuidar da saúde.

Em suma, optando por uma alimentação saudável durante toda a gestação. Bem como, é fundamental fazer todas as consultas com o obstetra e garantir o máximo de bem-estar durante a gestação.

Justamente com o objetivo de que a mulher e seu bebê possam ser preservados e tenham um período agradável durante os 9 meses de gravidez.

Quais são os exercícios contraindicados na gestação?

pilates na gravidez pode

É muito importante perceber que, a gestação é um período de mudança corporal muito significativa. E muito embora a atividade física seja importante, os cuidados nessa fase mudam.

Diante disso, mesmo que a mulher seja condicionada é importante evitar ao máximo todo tipo de sobrecarga. Especialmente devido ao risco de perder o equilíbrio e ocasionar algum tipo de acidente.

Afinal, várias mudanças biomecânicas ocorrem durante a gravidez, o que altera o centro de gravidade da mulher.

Acima de tudo, atividades que causam impacto nas articulações, são totalmente contraindicadas para gestantes. De fato, o ideal é realizar atividades mais aeróbicas, como caminhadas.

Além disso, é interessante evitar os exercícios que requerem muita força nas mãos. Afinal, na gestação ocorrem inchaços nos pés e nas mãos, por isso, a pressão manual é prejudicada.

Pilates durante a gestação: quando interromper a prática?

A prática de exercícios durante a gestação deve ser interrompida mediante a apresentação de alguns sintomas. Caso a aluna demonstre:

  • Dor ou ardência para urinar;
  • Falta de ar ao fazer o esforço;
  • Contrações uterinas;
  • Febre;
  • Náusea, vômito ou vertigem;
  • Dor de cabeça forte e persistente;
  • Sangramento vaginal;
  • Dor abdominal;
  • Perda de líquido amniótico.

Nesses casos, é fundamental interromper qualquer prática de atividade física e procurar atendimento médico o quanto antes.

Uma vez que, o obstetra poderá auxiliar a diagnosticar o que desencadeou os sintomas relatados. De modo que, a mulher possa ter sua saúde e gestação preservadas graças ao auxílio médico.

Além disso, é importante saber que, não é claro na literatura qual é o limite de idade gestacional para que a gestante pare de fazer exercícios.

Portanto, é importante considerar que, se todo o período de treinos foi saudável a gestante se sente bem fazendo Pilates, é possível continuar os treinos.

Em conclusão:

Em resumo, a grávida e seu professor , que deve ter uma excelente formação em pilates, precisam ficar atentos aos sintomas que são demonstrados a cada aula ou após os treinos. De modo que, os sinais do corpo sirvam para indicar o melhor momento de pausa.

Geralmente, a grávida interrompe os treinamentos por volta da 40° semana de gestação. Período no qual a gravidez já está bastante avançada e a mulher já se prepara para dar à luz.

Se você quer praticar Pilates durante toda a sua gestação, saiba que é seguro e saudável. Desde que, você tenha liberação médica e um bom acompanhamento.

Para que todo o processo seja saudável a benéfico para a mulher e seu feto. Portanto, se você quer praticar Pilates na gestação, já sabe que é possível.

Dani Castro, a autora, possui estúdio de pilates no Brasil e ademais no Chile e trabalha com o método a mais de uma década.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!