fbpx

Pilates e a síndrome de down

Conheça mais sobre o pilates e síndrome de down

mulher com sindrome de down realizando exercício de abertura de pernas

O que é a síndrome de Down?

Detalhes sobre o pilates e síndrome de down é algo que os alunos do nosso curso de formação em pilates estão sempre curiosos em saber. Síndrome de Down não é uma doença, e sim uma alteração genética já que se produz pela presença de um cromossomo extra. Resumidamente podemos dizer que a principal alteração dessa síndrome se deve ao fato que as células do corpo contém 46 cromossomos distribuidos em 23 pares.

As pessoas que possuem síndrome de Down tem três cromossomos no par 21 em lugar dos que existem habitualmente.  O fator anteriormente citado conhece-se como trissonomia 21. Essa alteração é o principal fator dessa condição mas veremos posteriormente que no entanto existem outros fatores variáveis para desenvolver a down.

Geralmente afeta o desenvolvimento cerebral e do organismo e é ademais a principal causa de déficit intelectual e nesse hiato é também a alteração genética humana mais comum. Por conseguinte pode ocasionar problemas médicos como transtornos digestivos ou doenças cardíacas.

Os pacientes portadores da síndrome sofrem de atrasos motores e desajustes posturais, fatores que alteram o controle dos equilíbrios estático e dinâmico, a coordenação motora ampla e fina, e a sensibilidade tátil.

Como acontece?

Para entender como a SD ocorre, precisamos entender um pouquinho sobre a estrutura e função dos cromossomos humanos. O corpo humano é feito de células e todas as células contêm cromossomos que estão dentro de seu núcleo.

Os cromossomos são estruturas que transmitem toda a nossa informação genética, como por exemplo, nosso potencial de altura, cor dos olhos e cabelos, predisposição para alguma doença, etc. Nossas células reprodutivas, óvulo e espermatozóide, contêm 23 cromossomos cada uma.

Quando ocorre a fecundação, o ovo fertilizado resultante contém 46 cromossomos (23 do óvulo e 23 do espermatozóide) e dará origem ao novo bebê, que terá então estes 46 cromossomos em todas as suas células, metade deles herdado do pai e metade herdado da mãe. Na SD, ocorre um erro na divisão celular que resulta na presença adicional de um terceiro cromossomo do par 21 nas células (trissomia do cromossomo 21).

Na maioria dos casos de SD (95%), o erro acontece na formação do óvulo ou espermatozóide, ou seja, óvulo ou espermatozóide contém um cromossomo 21 extra. Assim, o ovo fertilizado dará origem a um indivíduo com 47 cromossomos em suas células. Esta alteração é denominada trissomia simples (no par 21, temos 3 cromossomos ao invés de 2).

Outras variações genéticas mais raras podem causar a SD, como a translocação (quando encontramos o cromossomo 21 “grudado” em outro cromossomo) e o mosaicismo (quando somente parte das células do bebê apresentam células trissômicas, pois o erro na divisão celular acontece após a formação do embrião).

Características principais

Todas as pessoas com síndrome de Down são diferentes – os problemas intelectuais e de desenvolvimento oscilam entre leves, moderados e graves. Algumas pessoas são saudáveis enquanto outras possuem problemas de saúde, como patologias cardíacas.

As crianças e os adultos com síndrome de Down possuem um aspecto facial definido. Se bem todas as pessoas com síndrome de Down possuem um aspecto facial definido não todas tem as mesmas características. Algumas das mais frequentes são:

  • Rosto plano.
  • Cabeça pequena.
  • Pescoço curto.
  • Língua protuberante.
  • Orelhas pequenas o de forma inusual.
  • Pouco tônus muscular.
  • Dedos das mãos relativamente curtos, mãos e pés pequenos.
  • Flexibilidad excessiva.
  • Pequenas manchas brancas na parte colorida do olho (irirs), conhecidas como manchas de Brushfield.
  • Baixa estatura.

Existem 3 tipos de alteraçōes para a síndrome de down:

Existem 3 tipos de alterações sendo elas:

  • A trissomia livre (92% dos casos) é quando a constituição genética desses indivíduos é caracterizada pela presença de um cromossomo 21 extra em todas as suas células.
  • Já as pessoas com Síndrome de Down por mosaicismo (3% a 4%) terão 46 cromossomos em algumas células e 47 em outras (número ocasionado pelo cromossomo 21 adicional). Nessa situação, a proporção dos problemas físicos ocasionados pela trissomia pode variar em consequência da proporção de células com 47 cromossomos.
  • E, finalmente, o terceiro tipo: a translocação (3% a 4% dos casos), quando o material genético sobressalente pode estar associado à herança genética, mas é muito raro. Nesse caso, todas as células possuem 46 cromossomos, no entanto, parte do material do cromossomo 21 adere-se ou se transloca para algum outro cromossomo. Esse fato pode acontecer antes ou durante o momento da concepção. Nessas situações, as células dos indivíduos com Síndrome de Down têm dois 21 normais. No entanto, encontramos também material proveniente do 21 aderido a algum outro cromossomo, o que dá ao indivíduo as características da alteração genética.

Crianças com síndrome de down

criança com sindrome de down atrás da porta

Diferente do que pensam, a criança com síndrome de Down deve ser educada e disciplinada como qualquer outra. Faz parte da responsabilidade dos pais ensinar a criança os limites, não deixando que faça tudo que quiser. Claro, é necessário um cuidado maior e mais atenção, porque a criança com síndrome de Down pode demorar mais para aprender as coisas.

O desenvolvimento de uma criança portadora da Síndrome de Down se difere em pouca coisa do desenvolvimento das demais. Dessa forma ela pode frequentar uma escola de ensino regular, pois o convívio com outras crianças não portadoras da síndrome irá colaborar no seu desenvolvimento.

Aulas de pilates para portadores de sindrome de down

Conhecido por trabalhar o reequilíbrio corporal e a redução postural, o pilates vem sendo utilizado como forma de tratamento para pessoas portadoras da síndrome. O ideal é que os exercícios comecem a ser desenvolvidos ainda na infância e que prossigam ao longo da vida.

O método tem o objetivo de estimular a força muscular, a correção postural e o equilíbrio, além da redução do risco de lesões. São benefícios que podem melhorar muito a qualidade de vida do paciente.

No entanto, o grande diferencial de uma aula de pilates para as pessoas especiais está no aspecto lúdico. Como eles costumam se distrair com facilidade, as atividades dinâmicas e os equipamentos acabam despertando mais interesse. Além disso, a dedicação integral que o professor presta durante as aulas é essencial para que haja suporte ao equilíbrio do praticante. Os exercícios desenvolvidos são semelhantes aos praticados por pessoas que não tem a síndrome, contudo, utilizando-se cargas mais leves.

O portador de Síndrome de Down costuma apresentar dificuldades respiratórios, pois seu tônus muscular causa a inabilidade do músculo transverso abdominal e dificulta a ação do diafragma. Este prejuízo dificulta as respirações profundas, amplas e adequada, aumentando as chances de infecções pulmonares e respiratórias. Eles tendem a desenvolver a respiração oral, fator bastante prejudicial ao humor, ao sono e a alimentação. As regras especificas para respiração durante os exercícios desenvolvidos pelo método pilates, ajudam a tratar esse quadro.    

Podemos realizar aulas para crianças com down ou só existem aulas para adultos?

Sim, podemos realizar para crianças. Um dos principais diferenciais do método inegavelmente está no aspecto lúdico. Os alunos com Down tendem a se distrair com mais facilidade. A dinamicidade do Pilates ajuda a não cair na rotina e exerce a curiosidade do paciente. É possível ainda diversificar bastante as aulas usando bolas, faixas e bastões para chamar a atenção do aluno.

Ademais a personalização permitida pelo Pilates contribui com as pessoas com síndrome de Down porque os exercícios podem se adaptar a qualquer limitação. Geralmente eles são iguais aos praticados por quem não tem a síndrome, mas direcionados a melhorar aspectos prejudicados pela condição (como qualquer outro paciente) e as cargas são mais leves. 

Principais objetivos a serem trabalhados em uma aula de pilates:

  • Melhoria do sistema respiratório e fortalecimento do transverso abdominal
  • Trabalho de equilíbrio estático e dinâmico
  • Melhor controle de propriocepção e controle postural
  • Maior eficiência da marcha
  • Melhorar a interação com pessoas e ambiente

Principais benefícios do pilates para portadores da síndrome de down:

Com a finalidade de resumir os principais benefícios do pilates e síndrome de down, lá no curso de pilates em Porto Alegre desse ano fizemos uma lista resumida, que iremos compartir contigo a fim de que possamos agregar rapidamente esse conhecimento para você:


– Melhora do tônus muscular.
– Reeducação postural.
– Melhora da postura.
– Aumento da autonomia e autoestima.
– Melhora da coordenação motora.
– Melhora da dificuldade respiratória.
– Aumento da capacidade de concentração.
– Reduz risco de lesões.
– Ajuda a emagrecer.

Conclusão do artigo sobre pilates e síndrome de down

criança com sindrome de down com lápis na cabeça

Inegavelmente o principal fator para que seja realizada uma aula eficiente em busca dos objetivos propostos é que o profissional de pilates busque conhecimento prévio sobre a condição Down no seu paciente ou cliente já que , como citamos acima, existem diferentes tipos de alteraçōes.

O método pilates exercita e melhora diversas condiçōes físicas como a respiração e tonicidade muscular portanto podemos afirmar que em síntese o método contribui e muito para pacientes com essa condição.

O programa de pilates ademais deve sempre levar em consideração a presença ou não de disfunção cardíaca porque é bem comum. Inegavelmente devemos observar também o grau de desenvolvimento cognitivo que irá indicar como conduzir a aula.

Artigo supervisado por Andréia Salvador, fisioterapeuta da APAE , professora de pilates que realiza curso de pilates em Erechim , Passo Fundo e (Curso realizado na cidade vizinha de Barão de Cotegipe).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!