fbpx

Cuidados Ao Fechar Um Contrato De Locação Para Um Estúdio De Pilates

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Se você está prestes a fazer um contrato de locação para abrir o seu estúdio de pilates, antes de fazê-lo, é necessário estar atento.

Apesar de ser uma parte muito excitante e empolgante de se realizar, por finalmente você poder abrir seu próprio estúdio.

É preciso estar ligado nos detalhes para que nada venha te surpreender no futuro. O aluguel de um local é uma das partes cruciais para fazer com que seu empreendimento ganhe vida.

Sendo assim, acaba sendo muito importante que você se dedique e preste atenção nessa parte do negócio.

Se você não está familiarizado com contratos, veja abaixo alguns pontos a se atentar na hora de formalizar o seu.

Pontos Importantes No Contrato De Locação Para Um Estúdio De Pilates

Pontos Importantes No Contrato De Locação Para Um Estúdio De Pilates

Depois de ter tido finalmente a capacitação ideal e ter planejado todos os passos para que conseguisse abrir um estúdio de pilates, finalmente essa hora chegou.

Só falta agora dar o primeiro passo que é formalizar o contrato de locação para que seu estúdio possa ser utilizado.

No entanto, essa parte pode ser um pouco complicada, visto que questões como contratos podem ser difíceis de ser entendidas ou analisadas.

Para que nenhuma surpresa venha a existir num futuro, principalmente em relação a preço, é extremamente importante que cada etapa e cláusula sejam analisadas com cuidado.

Para isso, é necessário que se tenha um conhecimento para saber as condições as quais você se submeterá.

Portanto, esse artigo trará dicas essenciais para que você não deixe passar nada na hora de assinar seu contrato.

A primeira coisa que você deve fazer então, é:

1. Ler o seu contrato de locação:

Em qualquer situação que um contrato esteja envolvido, é crucial que você o leia por completo.

Por mais que possam ser longos e cansativos, se resguardar para que nenhuma surpresa venha acontecer por você não ter o lido é fundamental.

Sendo assim, leia seu contrato e veja todas as cláusulas que o envolvem. Aqui, é aconselhável a ajuda de um advogado, caso você tenha dúvidas sobre alguma situação.

Um profissional da área de direito poderá te explicar cada tópico para que você não tenha dúvidas quanto ao que está sendo oferecido.

Principalmente em relação a reajustes e taxas.

2. Converse com o proprietário do imóvel:

Essa parte é fundamental tanto para você conhecer um pouco mais a propriedade que você tem interesse.

Como também para negociar possíveis questões como valores.

Se você achar que pode fazer uma oferta melhor do que o proprietário está oferecendo e que beneficiará vocês dois, exponha isso de maneira clara.

É fundamental, principalmente em relação aos valores que todas suas dúvidas se esclareçam.

Caso esteja interessado no imóvel mas ele seja um pouco mais alto do que seu orçamento, tente chegar em um acordo.

Pois de nada adiantará você fechar um negócio no qual não poderá pagar. Isso pode até levar você a ter problemas mais graves como um despejo ou processo por falta de pagamento.

Conversem sobre as taxas, as multas e tudo que envolva uma despesa extra em relação ao imóvel.

Além de tudo isso, se informe em relação aos:

  • Preços de IPTU;
  • Reajustes;
  • Forma de pagamento;
  • Condições do imóvel;
  • Entre outros pontos importantes de se avaliar.

Tudo isso garantirá a você uma segurança em relação a você estar fazendo um bom negócio.

Ainda, informe-se com o proprietário sobre os custos de reforma e faça acordos para caso ele deixe essa reforma acontecer.

De modo que o valor dos gastos investidos na propriedade, acabem sendo abatidos de alguma forma.

Há proprietários que não permitem mudanças no local que irão alugar. Por isso, se informe caso esse seja seu desejo.

Ou seja, para que você não se frustre se não puder mudar depois que já tiver assinado o contrato.

3. Atente-se ao tempo de contrato de locação:

Essa parte é fundamental principalmente para você que pretende expandir negócios.

Um contrato a longo prazo pode não ser o melhor negócio para você, caso tenha em mente mudar a localização do seu estúdio.

Sendo assim, é interessante que você escolha contratos que tenham, pelo menos, três anos de duração.

Isso dependerá muito sobre como você pretende começar o seu negócio e qual é o porte inicial de seu estúdio.

Caso você tenha certeza da locação que pretende ficar, escolha obter um contrato que tenha pelo menos 5 anos de duração e possibilidades de renovação.

4. Saída do imóvel:

Caso seu contrato de locação esteja perto de vencer, ou se você desejar sair do imóvel, é necessário que você notifique o proprietário pelo menos com um mês de antecedência.

Esse aviso deve ser protocolado e por escrito com o proprietário do local.

Se o contrato ainda estiver em vigência, cabe ao locatário pagar pela multa de rescisão.

Por isso é fundamental que se escolha locações as quais você tenha certeza que são as ideais para você. Tanto no tamanho, quanto no preço e outras vantagens.

Há inúmeras outras questões importantes para se discutir quanto ao contrato de locação de um imóvel.

Por isso que, se você tem dúvidas quanto a isso, procure um advogado para que ele te explique como funciona.

Bem como, tudo o que você deseja saber a respeito do local, antes de fechar acordo com o proprietário.

Muito além de uma formação em pilates e todos os recursos necessários.

Para que um estúdio ganhe vida é necessário que o local que você escolheu seja ideal para você e seus clientes.

Conclusão

Conclusão

Por fim, pudemos ver então alguns passos necessários aos quais você precisa estar atento na hora de fechar um contrato de locação.

Isso porque o espaço que você escolher deve ser ideal tanto em tamanho, preço, estrutura e localização.

Esses são fatores importantes que implicam diretamente no desempenho do seu negócio.

Portanto, não deixe de lado essa parte tão importante e analise com cuidado todos os pontos para que você saiba se está fazendo ou não um bom negócio.

Gostou dessas dicas? Nos conte então aqui nos comentários e compartilhe este artigo com outras pessoas em suas redes!

Sandro Alves, dono de estúdio de pilates.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!