fbpx

Pilates Para Osteoporose: A Importância Desse Método De Tratamento!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Você sabia que o pilates para osteoporose é uma prática que ajuda muito a melhorar a doença? Isso porque ela trabalha várias partes no corpo.

A osteoporose é uma doença que acontece, em sua maioria, nos idosos. Assim, ela faz com que os ossos se enfraqueçam pouco a pouco.

Essa patologia já atinge cerca de 10 milhões de pessoas só no Brasil e é responsável por boa parte das fraturas em idosos.

Se você não sabe muito a respeito da doença e como acontece, leia este conteúdo com informações necessárias.

Como funciona o pilates para osteoporose?

Como funciona o pilates para osteoporose

Para quem ainda tem dúvidas sobre o quanto essa é uma doença comum, o Ministério da Saúde já divulgou que pelo menos uma a cada três mulheres acima de 50 anos, possuem a doença.

E grande parte dos diagnósticos, cerca de 75%, só são feitos depois que há a primeira fratura. No entanto, essa doença não exclui os homens.

Cerca de um em cada cinco homens possui a patologia. Segundo os dados, estima-se que apenas uma de quatro fraturas diagnosticadas, recebem o tratamento ideal.

O que causa a osteoporose?

Essa doença é causada por conta da redução de densidade de minerais ósseos. Bem como, a degradação da microarquitetura. Assim, se torna difícil realizar das funções ósseas.

Por conta dessa limitação, o risco de ocorrência de fraturas se torna maior. Pode-se dizer que um dos fatores que causam osteoporose é a diminuição de estrogênio.

Isso acontece por conta do envelhecimento e da falta de reposição de hormônios. A doença acelera ao somar isso a:

  • Falta de atividades físicas;
  • Má alimentação.

Outra razão para a ocorrência da osteoporose são os distúrbios renais ou hormonais. O uso de corticoides, sedativos, entre outros, também podem auxiliar.

Assim, quando há uma falta de estresse físico nos ossos esse também se torna motivo para surgimento da doença. Isso porque há uma percepção por parte do corpo, que por conta do pouco uso, é considerado como algo desnecessário.

Tipos de tratamento para a patologia

Há muitos estudos que comprovam que a realização de atividades físicas previnem a osteoporose. Sendo assim, um fator a se atentar.

Muitas mulheres que não fizeram tratamento de reposição hormonal e somente praticam pilates. Essas chegam então, aos 70 anos sem nenhum tipo de alteração óssea.

Para quem já possui a patologia, a recuperação tende a ser mais rápida com uma rotina diária de exercícios.

Para que faz aulas por semana, os resultados serão a longo prazo. O método pilates traz então grandes benefícios para quem o pratica.

Um dos principais motivos disso é que o pilates trabalha o corpo inteiro. Ao focar nos músculos para que ganhem força.

O que é feito por meio de aparelhos ou com o próprio peso do corpo. Os alongamentos também favorecem as alterações posturais e contribuem para o reequilíbrio do músculo. Em geral, o pilates promove ainda:

  • Relaxamento muscular;
  • Ganho amplitude de movimento;
  • Melhora a rigidez das articulações;
  • Previne deformidades;
  • Aumenta a flexibilidade;
  • Oferece reequilíbrio do músculo;
  • Previne lesões;
  • Evita desenvolvimento de movimentos incorretos;
  • Melhora a nutrição e oxigenação dos músculos;
  • Diminui a ansiedade.

Exercícios de pilates que combatem a osteoporose

Exercícios de pilates que combatem a osteoporose

No pilates para osteoporose é essencial que exercícios de intensificação abdominal sejam feitos. No entanto, é preciso lembrar que exercícios de flexão ou rotação não são recomendados.

Os exercícios que envolvem sobrepeso com descarga MMII são ótimos para uma absorção óssea.

É bom também realizar exercícios de extensão da coluna. Isso porque o risco de ocorrer algum tipo de fratura na vértebra é menor, uma vez que este melhora a densidade óssea.

A prática se torna mais segura com auxílio de um profissional formado em pilates. Esse tem como função ajudar os praticantes para garantir sua segurança.

Pois, fazer um exercício da forma errada aumenta o risco de lesões. Não por causa das limitações ósseas, mas sim, pelo esforço incorreto.

Restrições ao praticar pilates para osteosporose

Muitos estudos sobre a osteoporose concluem que a realização de exercícios é eficaz para ganho de massa óssea.

No entanto, há alguns contrapontos quanto a modalidade, intensidade e a frequência. Ou seja, na forma como as atividades são indicadas para os pacientes dessa doença.

Isso porque a recomendação máxima é que os pacientes evitem a qualquer custo exercícios que gerem grande impacto.

Desse modo, devem priorizar caminhadas, pilates, musculação e hidroterapia. Fazer dois tipos diferentes de atividades ajuda o paciente para que ele atinja um melhor resultado.

Em caso de pacientes que possuam osteopenia, exercícios de flexão e rotação da coluna podem ser feitos. Mas, com um certo cuidado.

Para quem tem osteoporose é vital evitar esse tipo de movimento. Por isso que o apoio profissional é importante.

Isso porque dentro do pilates os exercícios feitos trabalham não só o ponto necessário. Mas também o corpo inteiro, tanto sua musculatura quanto parte mental.

Há vários pontos então em que se pode trabalhar junto ao método. Por isso que ele é uma atividade muito eficaz e que tem comprovação quanto a prevenção e tratamento da doença.

Alguns dos exercícios recomendados a se realizar, são:

  • Hundred;
  • Swan;
  • Single leg kick;
  • Prone hip lift;
  • Push up;
  • Pump one leg.

Assim, dos exercícios não recomendados, pode-se listar os seguintes:

  • Spine stretch;
  • Saw;
  • Spine twist;
  • Boomerang;
  • Exercícios de flexão;
  • Mermaid;
  • Monkey;
  • Roll Down;
  • Standing Roll Down;
  • The cat;
  • Rolling like a ball;
  • Scissors;
  • Criscross;
  • Seal.

Conclusão

Conclusão

Por fim, vimos então como que o pilates para osteoporose é algo útil e comprovadamente eficaz.

Vimos também as causas dessa doença, alguns tipos de tratamento e prevenção e como fazer para evitar que isso prejudique a saúde de quem a possui.

O pilates é uma atividade que trabalha bem as questões do corpo ao mesmo tempo que é precisa e leve. Portanto, para quem tem osteoporose, ela é um dos exercícios mais indicados.

Conte então aqui nos comentários se você tinha ideia que o pilates pudesse ajudar pessoas com osteoporose. Também compartilhe este conteúdo para que mais pessoas o vejam.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!