fbpx

7 Dúvidas Sobre A Profissão Do Profissional De Pilates

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Toda profissão gera dúvidas e isso não é distinto com o profissional de Pilates. Muitas pessoas, e mais ainda as do ramo de educação física e fisioterapia, se questionam sobre isso.

O motivo é claro, os profissionais dessa área são os que estão aptos , de forma legal, a realizar a função de instrutor. A partir de um curso, é possível que haja expansão de seus conhecimentos.

Assim, acaba sendo possível trabalhar nessa área que é um nicho novo que lida com questões da fisioterapia e da educação física.

Se você tem dúvidas sobre isso, então continue lendo este conteúdo e se informe melhor sobre essa área.

Principais dúvidas sobre o profissional de Pilates

Principais dúvidas sobre o profissional de Pilates

Antes de mais nada, é preciso dizer que a área de pilates está em pleno vapor e por isso, muitos profissionais possuem interesse sobre ela. O pilates é um campo com uma enorme variação e chances de atuação. Isso porque com ele você se torna apto a:

A carreira nessa área é algo bastante diverso. Por essa questão, muita gente acaba tendo dúvidas se a profissão vale a pena, se é possível ter um bom retorno financeiro, etc.

Abaixo, separamos algumas das principais dúvidas, veja só:

1. O que é um instrutor de pilates?

Um instrutor de pilates é um profissional que possui formação em fisioterapia, educação física ou outra profissão que o seu conselho permita e se profissionaliza através de cursos, como instrutor.

Somente pessoas aptas e com o curso de formação em pilates podem executar a profissão legalmente. O instrutor atua como um professor.

Sendo assim, ele transmite seus conhecimentos adquiridos para outras pessoas.

2. O que faz um instrutor de pilates?

Através dos métodos criados por Joseph Pilates, o instrutor passa para seus alunos todas as técnicas necessárias para melhorar determinado ponto em sua saúde.

Sendo assim, o objetivo principal é oferecer ao aluno uma sequência de movimentos e propósitos a fim de que alcancem suas metas.

O profissional de pilates deve ser capaz de oferecer uma formação consistente e que seja capaz de estimular o pensamento crítico dos alunos. 

Isso porque ele atua com a eficiência do movimento. Não basta apenas fazer o exercício, é necessário auxiliar a pessoa a fazê-lo com perfeição.

3. Quanto ganha um instrutor de pilates?

O salário de um instrutor de pilates varia muito. Isso porque ele depende de vários fatores, como a região que está localizado, quantos alunos tem, etc.

O preço médio no Brasil é de 250 reais por aluno no estúdio em 2021. Pois bem, com 40 alunos seria um promédio de 10.000 reais por mês.

Inicialmente, a base que se tem para essa profissão é um salário de R$ 1.300 e isso pode aumentar ainda mais, pois vai depender da quantidade de alunos que possui.

Se você possui um estúdio próprio, com certeza pode conseguir muito mais. O valor que se ganha está diretamente relacionado a alguns fatores como:

  • Bairro em que se localiza;
  • Público-alvo;
  • Classe social dos grupos;
  • Média de alunos.

4. Quem pode fazer aulas?

Por se tratar de uma modalidade bem eclética, o pilates pode ser praticado por muitas pessoas. Desde crianças a idosos, pessoas com patologias e grávidas.

Independentemente da situação que a pessoa se encontra e de suas condições físicas. Qualquer um está apto a fazer pilates.

Portanto acaba sendo um setor bastante diverso, que você pode segmentar ou então atender muitas pessoas.

5. Como pagar um instrutor de pilates?

Isso vai depender de cada lugar. Alguns locais cobrarão por mensalidade, outros podem cobrar por semana, se você quiser algo mais exclusivo pode pagar pessoalmente.

Quem definirá isso é o estúdio que a pessoa frequenta. Na hora de se inscrever na modalidade, é interessante perguntar esse fator para que você não seja pego de surpresa.

O valor que o instrutor recebe varia quanto ao que o dono determinar. Geralmente ele fica com 40% sobre o valor da hora/aula. 

Então a não ser que o instrutor seja o dono, todo o método de pagamento será feito para o estabelecimento para que depois ele repasse ao instrutor.

6. Onde fazer um curso de formação?

O que habilita um indivíduo a trabalhar com o pilates é o curso de formação em pilates, como já dissemos. No entanto, é preciso que se tenha um conhecimento já na área da saúde ou do movimento.

Existem uma infinidade de possibilidades e de cursos para você fazer. Eles podem ser presenciais ou então a distância. Você escolhe aquele que melhor se encaixar em sua rotina.

O Alves pilates possui ambas as opções para você que está em busca de se profissionalizar e ter uma nova profissão.

7. Quanto dura um curso de formação?

Por se tratar de uma área vasta e tão completa, o curso deve passar muitas coisas essenciais para seus alunos. Por isso leva um certo tempo para ser feito.

Cursos muito rápidos deixam o aluno sem o conhecimento geral, fazendo com que mais tarde, ele tenha que procurar novos cursos para se especializar mais.

Por isso que um curso de formação em pilates leva cerca de 450 horas para ser completo. Isso porque ele traz todo equilíbrio junto com o conteúdo teórico e prático que você precisa aprender.

Quem quer ter mais um nicho para se especializar e poder crescer, encontra no pilates uma ótima oportunidade. 

Então se você tem interesse procure já os cursos para que você possa fazer e consiguir a sua formação o quanto antes para ganhar mais um reconhecimento em sua carreira.

O pilates é uma área que possui um retorno financeiro rápido se comparado com outros tipos de negócio, então vale muito a pena ter um leque de opções e não se limitar a uma só.

Conclusão

Profissional de pilates guiando a aluna

Vimos então neste conteúdo, algumas questões importantes que muitas pessoas possuem dúvidas sobre o profissional de Pilates.

Esperamos que com este conteúdo você tenha conseguido ter uma ideia de como funciona a profissão. Caso tenha ficado com alguma dúvida, comente aqui.

Você também tem a opção de procurar profissionais que já atuam no ramo para que possam te esclarecer pessoalmente aquelas dúvidas mais específicas.

Nos conte através dos comentários se você gostou deste conteúdo e compartilhe-o com outras pessoas para que mais gente veja sobre essa profissão e saiba sobre ela.

Sandro Alves, professor de pilates

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!