fbpx

Variações do Pilates

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Sempre escutamos falar sobre Pilates e modificações do mesmo, as novas variações e treinamentos com aproximação contemporânea ao Pilates, mas você sabe mesmo o que é Pilates?

Segundo Lolita San Miguel, “Elder” da primeira geração, poderíamos definir Pilates como “exercícios criados por Joseph Pilates, no chão (colchonete /”mat”) ou em maquinas construídas pelo mesmo, onde você pode incorporar seus princípios e integrar corpo, mente e espírito.

Hoje em dia vemos inegavelmente algumas metodologias descendentes diretas do Pilates, que se bem não podem definir-se diretamente como Pilates, segundo a nossa definição, também não se pode dizer que não são variantes do mesmo.

Por isso estabelecemos o título de pilates e variações para nossa matéria, o que nos leva a estabelecer uma definição de cada técnica:

Pilates Original

Exercícios que estão principalmente no livro do Joseph Pilates, “Return to life through contrology” tal e como ele os praticava…quase sempre com os pés em paralelos ( e não em “Pilates V”) e “ imprint” de coluna (como exemplo a posição da coluna completamente “grudada no chão) e sim, também neutral position.

Os exercícios de mat 34 de Joseph, como consta no seu livro chamado “Retorno à vida através da Contrologia”, são totalmente diferentes do que se ensina nas demais modalidades de pilates e da mesma forma existem exercícios de máquinas assim.

Óbvio que o mestre criador do método avançou sua técnica conforme o tempo, mas nunca a ponto de se aproximar das demais categorias de pilates, por assim dizer, que mostraremos mais abaixo.

Abaixo deixamos as principais variantes que existem a fim de que você possa conhecer-las:

Pilates Clássico

Quando falamos em pilates clássico significa que são exercícios parecidos aos originais, só que com algumas modificações, que foram mudadas por alguns discípulos (as) diretos, como, por exemplo, os pés na posição “Pilates V”, muito parecida com a primeira posição do “Ballet” só que com menos ênfase.

Os exercícios ademais estão divididos em sequências básicas, intermédias e avançadas. Joseph nunca dividiu o método nessas sequências e isso, as vezes, causa uma confusão na cabeça do aluno que participa de um curso de formação em pilates pois pensa que devem saber essa sequência para poder saber o pilates original…mas na realidade o pilates ensinado pelo mestre nunca dividiu o método assim.

Essa divisão foi criada por Romana Kryzanowska, quando melhorou seus cursos de formação. Alguns dirão que isso é para melhorar o entendimento do método e a progressão do clássico, outros dirão que Joseph nunca inventou essas sequências.

Os dois fatores são verdade, mas o principal é que se você pratica pilates clássico, é provável que esteja executando o método de acordo à estrtuturação do mesmo por sua aluna direta, Romana Kryzanowska e não pelos pensamentos de Joseph, que queria que todos o fizessem de forma integral, tanto que quando formou a Lolita San Miguel e Kathy Grant ele o fez assim, passando o método de forma completa.

Kathy e Lolita são as únicas duas pessoas no mundo que possuem (ou possuíram, pois Kathy já faleceu) um certificado de curso com Joseph.

De quem é o pilates clássico?

O pilates clássico hoje em dia é conhecido por ser o pilates mais próximo (mas não igual) ao que fazia Joseph. É conhecido por ser o pilates praticado por sua aluna Romana e seus alunos.

Existe uma corrente mais atual que afirma que também existe pilates clássico de outros alunos diretos do mestre, como pilates clássico de Lolita San Miguel, pilates clássico de Eve Gentry, etc…

Como são as máquinas de pilates clássico?

As máquinas de pilates clássico são iguais às maquinas feitas pelo criador do método, Joseph Pilates.

Como são os exercícios de pilates clássico?

As sequências de exercícios e algumas modificaçōes de essas foram feitas por Romana, aluna de Joseph, e ademais são muito parecidos aos originais. Como um exemplo podemos tomar uma sequência de exercícios na máquina (aparelho) que se chama Reformer: a sequência realizada nunca foi proposta por Joseph Pilates e sim por Romana.

Não devemos confundir-nos: as máquinas são iguais às feitas por Joseph, só que a sequência realizada nas mesmas nunca foi criada pelo mestre.

Ginástica médica aplicada ao Pilates

Exercícios de ginástica médica baseado em algumas características do Pilates tais como alongamento axial, contração do “powerhouse”, etc…Surgiu quando a fisioterapia comecou a utilizar a técnica Pilates.

Aproximação contemporânea ao Pilates:

Seja realizando pilates em Santos ou na China as aproximaçōes contemporâneas são exercícios muito parecidos aos originais e clássicos só que com pequenos detalhes  como pernas ligeiramente em ângulos diferentes e  variações modernas dos exercícios.

Pilates com implementos contemporâneos:

É uma das variações do pilates que englobam exercícios originais, clássicos ou de ginástica médica com implementos contemporâneos, que não existiam na época que o criador da técnica os inventou. É uma das variações do pilates que tem como exemplo as “mini balls”, “toning balls”, “stability balls”, faixas elásticas e um sem fim de implementos que não foram criados pelo mestre.

Os radicais ortodoxos dirão que não é pilates, os radicais modernos dirão que sim é. O fato é que existe essa modalidade e que está tomando força em muitas academias e estúdios do país

Variações do pilates: Suspensus

Conhecido também como pilates em suspensão é uma variante que mistura técnicas de circo, pilates e acrobacias criadas pela mentora do método, Vanessa Alves..

Variações do pilates: Synergics:

Exercícios fiéis ao modelo do Pilates original e clássico, em duplas, criados por Sandro Alves. É diferente a exercícios de aproximações contemporâneas em duplas .

Variações do Pilates: Método Pilates acrobático

Mistura de ginástica rítmica, Pilates e danza.

Variaçōes do pilates: Método Pilates Coreografado

São exercícios de Joseph Pilates originais, clássicos ou contemporâneos realizados em sequências diferente às do pilates clássico.

Conclusão final

Existem muitas outras vertentes do método, já que seu criador deixou a metodologia aberta, em evolução. O próprio Joseph Pilates foi evoluindo a sua técnica com o passar dos anos.

Talvez por isso existam tantas contradições na definição da metodologia e das variações do pilates.

Sendo muito imparcial, se me perguntassem hoje se:

–  O  Pilates seguirá sendo o mesmo?  Eu diria: “creio que sim”.

–  Existirão outras vertentes? “Creio que existirão muitas mais”.

Pois afinal, o mundo está em constante evolução e já foi comprovado, por milhões de anos, que quem não se adapta, não sobrevive. O mais importante de tudo é que antes de entrar em um curso de pilates você possa ter claro na sua mente com que você quer realmente trabalhar.

Se você quiser saber mais sobre como pode aprender o método verdadeiro, desde o original, passando pelo clássico, contemporâneo e terapêutico, sugiro que faça clic aqui e conheça nossa escola de pilates, onde ensinamos o pilates desde suas origens até os tempos atuais.

Sandro Alves, professor de pilates de segunda geração e personal trainer.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma resposta

  1. Que clareza de artigo, lendo nos faz abrir a mente cada vez mais e ampliando nossa técnica de trabalho com mesclas do pilates original, classico e contemporaneo de acordo com o corpo e as condicoes fisicas do nosso aluno. Super satisfeita de estar estudando em Alves Pilates que proporciona conhecimento de aprender nao somente o Método, mas a história, a origem, sempre nos atualizando e treinando muuuuito. Espetacular!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!