fbpx

Conheça As Mais Comuns Patologias De Ombro E Como Tratá-las!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

As patologias de ombro são muito comuns de suceder visto que ela é uma região bastante séria e que precisa de cuidado, coisa que quase sempre acaba por não ocorrer em grande parte da população.

O ombro é uma das articulações que possuem a maior amplitude do corpo, no entanto ela também é uma articulação bastante instável.

Para quem está adaptado a treinar principalmente, deve saber que esta é uma região que não se pode trabalhar de qualquer maneira para que não haja lesões.

Portanto, se você quer saber mais sobre o assunto e tirar suas dúvidas sobre isso, veja logo abaixo o conteúdo que separamos para você.

Bônus

Ah! Antes disso….ademais se você quer saber mais sobre o complexo do ombro, adianto que preparei outras dicas que você vai adorar! Sendo assim, clica abaixo que vai abrir uma página ao lado.

As principais patologias que acometem o ombro

As principais patologias que acometem o ombro

Separamos aqui então, alguns problemas comuns de se ver na região do ombro e como você deve seguir caso constate algum desses fatores em sua vida.

1. Síndrome do impacto

Decerto uma das patologias mais que provocam mais dor, ela vem com uma série de mudanças quando o assunto é mobilidade. Isso porque ela pode provocar várias coisas, como:

  • Em primeiro lugar ruptura;
  • Já em segundo lugar Inflamação;

E logo depois, também temos fatores a parte como:

  • Tendinite;
  • Degeneração;
  • Entre outras coisas.

Aliás, tudo isso acaba causando dor.

De tal sorte que as vezes mover os braços dói….e com isso vem uma restrição de movimento, e muito mais. De fato as causas para essa síndrome são diversos fatores. Mas os principais são esses:

  • Impacto repetido entre arco acromial e músculo do manguito;
  • Contato repetitivo da tuberosidade maior da cabeça umeral com a superfície póstero;
  • Elevação excessiva de braços.

Quando há dor, quer dizer que a região foi comprometida. É preciso ter um cuidado maior pois ela pode acabar sendo crônica com o passar do tempo.

Para saber se está sendo afetado por essa patologia, somente é possível através de ressonância magnética ou então pela artroressonância. O médico então indicará a melhor forma para que o cliente possa se tratar, sendo que o método Pilates é muito usado para a recuperação.

2. Tendinite do Manguito Rotator

Esse é um tipo de lesão que atinge o grupo muscular do ombro e se externa a partir da dor e quando começa a limitar a parte funcional. Existem várias causas para a dor no ombro de uma pessoa.

A tendinite do Manguito é derivada principalmente da síndrome do impacto, no entanto essa doença possui inúmeros fatores que se somam para que ela apareça. Todos eles levam a afetar o músculo.

A tendinite pode ter relação a alterações fisiológicas, fraqueza muscular, uso excessivo dos braços e também por conta de impactos mecânicos na estrutura do arco coracoacromial, entre outros fatores.

A dor é o primeiro sintoma e está presente desde o início. Ela pode ser algo espontâneo ou ir aumentando de intensidade conforme o movimentar do membro, principalmente os movimentos de abdução e flexão de braço.

O diagnóstico é feito a partir de radiografias, ultrassom, tomografia, ressonância magnética, e outros exames que auxiliam para descobrir a causa da dor.

3. Bursite no ombro

A bursite é a inflamação e a irritação da bursa, que faz com que a região fique com dor e cause bastante incômodo.

A bursa se trata de um pequeno saco que se localiza entre os ossos e outras estruturas móveis. Ela tem como objetivo, fazer um melhor deslizamento dessas estruturas.

Portanto quando um indivíduo realiza um movimento excessivo de abdução que passa dos 90°, isso pode gerar um quadro clínico de bursite.

Por conta do atrito feito, ocorre uma inflamação. Esse atrito pode acontecer em especial por conta das seguintes açōes:

  • Excesso de atividades;
  • Ruptura do músculo supra-espinhoso;
  • Luxação acromioclavicular;
  • Paciente crônico no leito;
  • Alterações e inflamações;
  • Entre outras coisas.

Então, em caso dessa patologia não possa ser tratada de forma oportuna, ela fará com que a a parte móvil do indivíduo fique limitada e ainda pode acabar passando para outros lugares do corpo.

Para que o diagnóstico possa ser feito, é preciso que uma avaliação médica seja realizada por meio de exames de imagem que tenham ultrassonografia e ressonância magnética.

Como realizar testes e descobrir patologias de ombro?

Como realizar testes e descobrir patologias de ombro

Segundo o livro (que indico a leitura), Anatomia funcional do ombro, há algumas opções de testes que fazem parte de uma avaliação e servem para ajudar a confirmar o diagnóstico de doenças nessa área de articulação. Como por exemplo:

  • Teste de yergason: teste capaz de avaliar a tendinite ou instabilidades de bíceps;
  • Teste de speed: analisa a existência de lesões em alguns locais;
  • O Teste de jobe: faz a identificação de lesões no manguito rotador;
  • Teste de subescapular de gerber: avalia lesões no músculo subescapular;
  • Entre outros.

Como tratar patologias de ombro?

Para tratar isso vai depender da situação do paciente. Em primeiro lugar as dores poderão ser tratadas com medicamentos propostos pelos médicos. Depois, deve-se focar em outra forma de tratar como terapias e fortalecimento.

Isso pode ser ganho através do pilates, que é um método focado na reabilitação dos músculos e que promove de maneira profunda, porém sutil o fortalecimento muscular, cerebral, entre inúmeros outros fatores.

Dentro do pilates, o foco deve ser no ganho de mobilidade. Isso porque os pacientes lesionados geralmente não possuem por conta das dificuldades adquiridas pelas consequências da patologia.

Quando o paciente começa a praticar pilates como um meio de cuidar e prevenir qualquer tipo de doença, toda sua estrutura melhora, assim como o alívio das dores também.

A atividade é vital para que se possa ganhar força, relaxamento, equilíbrio, entre vários outros fatores importantes para o bom funcionamento do corpo.

O pilates também é ótimo para atuar na estrutura óssea da pessoa, oferecendo a ela uma melhor qualidade de vida como um todo. O pilates tem como foco reequilibrar as estruturas do corpo.

Além disso, ele também tem como função, oferecer uma melhor qualidade óssea, consciência respiratória e ativação do power house.

Conclusão

Conclusão

Vimos então algumas das principais patologias de ombro que uma pessoa pode ter,

como elas surgem, como são diagnosticadas e o que fazer para poder tratá-las.

Como os ombros são uma região muito delicada e frágil,

é preciso que um tratamento diferenciado e principalmente mais cauteloso aconteça por parte das pessoas.

Há várias maneiras de prevenir o aparecimento de lesões e patologias na região. Um dos meios mais eficientes é realizando pilates. A atividade é uma das melhores quando o assunto é reabilitação muscular.

Então, se você deseja se manter sempre firme e com bons músculos, procure saber mais sobre o método. Nos conte aqui abaixo o que você achou deste conteúdo e comparta.

Dani Castro, fisio formada a mais de 10 anos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!