fbpx

Você Sabe Qual A Importância Do Pilates Para Quem Faz Meditação?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O pilates dentre muitas de suas funções, é ótimo para quem faz também a meditação. Isso porque, para quem não sabe, o pilates tem o poder de trabalhar o corpo de dentro para fora.

Portanto, não só os músculos ou a reabilitação de movimentos é trabalhada quando você faz pilates, mas sim a sua coordenação e outros fatores mentais também.

Há quem opte por fazer só a meditação, outros por fazer só o pilates, mas na verdade, quando se une os dois se gera um benefício completo.

Se você quer saber então quais benefícios são esses, confira então eles neste conteúdo e saiba o que ambos os métodos podem te proporcionar.

Qual É A Importância Do Pilates Na Meditação?

Qual É A Importância Do Pilates Na Meditação

Tanto o pilates quanto a meditação se parecem em um quesito: ambas buscam equilíbrio entre corpo e mente. Mas a diferença entre elas acaba sendo notória.

Por serem parecidas, muitas pessoas acabam confundindo e achando que as duas são a mesma coisa. Isso acontece pelo fato de ambas trabalharem quase os mesmos conceitos.

Como por exemplo, tanto a meditação quanto o pilates são usadas no trabalho de concentração, consciência corporal, autocontrole e respiração por meio de um propósito.

Os benefícios que os praticantes de ambas as atividades descrevem, são muitos. Independentemente de qual escolha você faça, você terá vantagens em sua vida.

Pilates ou meditação?

Os praticantes de meditação geralmente escolhem a técnica de yoga para poder fazer isso. A atividade é uma filosofia de vida originária da Índia e tem mais de 5 mil anos.

A meditação trabalha com diferentes aspectos do corpo e da mente. Sua prática, promove ao praticante um maior relaxamento, concentração e tranquilidade.

Os exercícios feitos durante a atividade fazem com que a pessoa tenha uma maior consciência de sua postura e de sua respiração. Inclusive, a prática pode auxiliar, assim como o pilates, na reabilitação respiratória pós Covid ou outras patologias.

Já o pilates, nasceu pelas mãos do alemão Joseph Pilates e tem como objetivo fazer com que o corpo se reabilite melhor a algumas patologias.

Sendo assim, o método é muito usado na fisioterapia como um meio de tratamento. Mas, mais do que isso, o pilates consegue atuar na mente e nos músculos.

Há duas vertentes que a atividade alcança e que as pessoas podem seguir, que é o solo ou o tradicional que é feito com equipamentos. 

O objetivo principal do pilates é conseguir aumentar a qualidade de vida de quem o pratica. Assim, ele vai trabalhar tanto os músculos mais profundos quanto a parte mental.

Ao praticar pilates você terá uma melhor mobilidade de suas articulações e uma postura mais desejável. A consciência corporal também melhora bastante.

Sendo assim, ainda que seja considerada como uma prática de intensidade leve, você consegue ter um melhor condicionamento físico.

Como o pilates ajuda quem faz meditação?

A relação do pilates e da meditação é total. Isso porque um complementa o outro e desse modo enquanto você focar mais no controle da mente em um, com o outro você beneficia seu corpo.

O pilates e a meditação trabalham muito com a respiração, e trabalhar isso ajuda muito quanto a prática de movimentos das atividades.

Segundo o livro “A Caminhada da Meditação: 21 dias de práticas que podem transformar a sua vida”, a meditação pode-se definir mais como uma filosofia de vida, pois sua proposta é estar presente em diversas áreas para que se possa mudar o interior e o exterior.

Já o pilates, ainda que também tenha uma função de mudança de estilo de vida, ele também ajuda que o indivíduo mantenha sua saúde física por meio do corpo fortalecido.

Ainda que o equilíbrio entre corpo e mente tenha sua importância, ele acaba não sendo uma prioridade no pilates como é o caso da meditação.

Por isso que os dois acabam sendo um complemento entre um e outro, pois quando você busca por uma vida mais alinhada na meditação, o pilates te ajudará a ter um corpo mais saudável.

Quando o pilates foi fundado por Joseph, ele teve como inspiração inúmeras influências para agregar ao seu método. Principalmente porque o objetivo era a reabilitação de pessoas.

Portanto, para quem sofre de alguma patologia ou sofreu algum acidente e necessita ter seus movimentos firmes novamente, o pilates é o ideal para você.

De criança a adultos, na prática de pilates não há restrições e pessoas de todos os portes e necessidades podem fazer a técnica.

Sendo assim, é uma ótima solução para quem não deseja também fazer parte de academias e de exercícios pesados para obter uma qualidade de vida.

Quais são os princípios do pilates?

A metodologia usada no pilates foca em várias coisas, como por exemplo:

  • Controle;
  • Fluidez;
  • Centralização;
  • Precisão;
  • Respiração;
  • Concentração.

No pilates você pode tonificar sua musculatura por conta dos movimentos precisos. Além disso, pode também aumentar sua flexibilidade.

Para quem pratica meditação ou faz yoga, o aumento da flexibilidade é fundamental para que ambas as atividades sejam feitas com êxito.

A meditação é uma atividade que necessita de uma boa postura. Além disso, a boa postura é algo necessário na vida como um todo pois evita muitos problemas no futuro.

Sendo assim, o pilates consegue trabalhar perfeitamente esses fatores e fazer com que você se sinta mais confortável ao praticar qualquer atividade em sua vida.

Se você tem interesse em pilates e em todos os seus benefícios, então o que você pode fazer é realizar um formar-se em pilates e ficar por dentro de todas as vantagens que ele oferece.

Principalmente se você é um profissional da área de fisioterapia e deseja aplicar o método em sua profissão, ou só tem grande interesse pela área.

Conclusão

Conclusão

Tanto o pilates quanto a meditação estão totalmente relacionados. Isso porque ambas as técnicas, apesar de parecidas, trabalham pontos diferentes.

Sendo assim, enquanto uma foca mais no estilo de vida da pessoa, a outra foca mais na qualidade de vida e saúde do corpo através da fortificação do mesmo.

Além disso, ele oferece vantagens que agregam ainda mais a técnica e fazem você ter um aproveitamento melhor.

Nos conte aqui nos comentários se você já fez uso de meditação e pilates em conjunto e o que achou dessa experiência. Não se esqueça de compartilhar este artigo.

Sandro Alves, professor de pilates (que tem mãe que foi guia de meditação :))

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!