fbpx

Os 5 Benefícios Do Pilates Quando Praticado No Pós-Parto!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O pilates no pós-parto é ótimo para que possa auxiliar as mamães tanto em sua recuperação como no trabalho da autoestima da mulher.

Se você chegou nesse artigo querendo saber sobre pilates durante o parto também, pode fazer clic no botão abaixo:

Agora sigamos com o artigo e vamos falar somente sobre pós parto.

A chegada de um bebê representa uma nova fase, sendo assim, este acaba sendo um momento mágico que faz com que todos os dias de sua rotina sejam diferentes.

E isso impacta no corpo em inúmeros aspectos, tanto na recuperação do organismo, como na parte estética que é bastante alterada nos primeiros meses.

Todos esses fatores mais o bebê ao lado requerem uma atenção especial para que não haja complicações no meio. Então, como fazer isso de modo eficiente?

Quais os Benefícios do Pilates no Pós-Parto?

Quais os Benefícios do Pilates no Pós-Parto

Ano passado, falamos no nosso curso de formação em pilates RJ que, uma das coisas mais importantes no período de pós-parto é ter uma certa paciência. Principalmente para lidar com a individualidade de cada mulher.

Isso porque nenhum pós-parto é igual ao de alguém que você conhece, portanto, se atentar aos processos individuais é a parte principal que a mulher deve focar.

Para auxiliar essas mulheres, existem inúmeras coisas que podem ser feitas e que beneficiam a vida dessas pessoas como um todo, uma delas é o pilates.

O método traz enorme vantagem para que a mulher se recupere mais rápido e com qualidade de vida. Se você ainda não conhece os benefícios que essa prática tem, confira:

1. O pilates no pós-parto ajuda com a postura

A gravidez como um todo já complica a situação da postura por conta do peso extra da criança na barriga. E isso é motivo de muitas dores e desconfortos ao longo da gravidez.

Só que no pós-parto, isso não melhora muito pois a mulher ainda fará inúmeras atividades que requerem movimentação da coluna em sua nova tarefa.

Essa sobrecarga de peso no corpo proveniente de atividades e rotina, faz com que uma tensão muscular seja gerada causando um estresse na musculatura.

Logo, todos esses fatores podem danificar o seu corpo e fazer com que sua saúde fique prejudicada. Então a prática de pilates fará com que a postura da coluna se mantenha fortalecida – assim como seu quadril.

Com um tronco estabilizado, será possível diminuir as chances de aparecimento de dores no dia a dia e ao longo da recuperação da mulher.

2. Abdômen fortalecido

Uma das grandes vantagens de fazer pilates é o bom condicionamento físico que ele proporciona na vida de quem o pratica.

Em mulheres que estão no pós-parto, o condicionamento físico é muito importante não só por fatores estéticos, mas para aguentar a carga de sua nova rotina.

Mas se o foco é estético, a mulher que procura o pilates pode alinhar ele com outros fatores como uma alimentação balanceada e exercícios de queima calórica.

Isso porque o pilates não emagrece, mas ele ajuda muito para que isso aconteça e beneficia o corpo por inteiro através de outros benefícios.

Então fazer ele combinado com outras coisas é importante para que se possa ter um maior e melhor rendimento na execução de tarefas.

3. Recuperação da forma física

Quando os bebês nascem, uma das principais preocupações das mulheres é em relação ao seu corpo e como ele vai se recuperar depois que o bebê nascer.

Muitas mulheres possuem medo de não conseguir voltar ao seu peso de antes por conta da demanda que a rotina de mãe exige.

O regime às vezes não é uma opção por conta dos nutrientes que devem ser passados para o bebê. Portanto, é imprescindível ter uma dieta de qualidade.

O pilates entra então como um auxílio na perda de peso, como dissemos, pois seus exercícios bem elaborados fazem com que a musculatura seja trabalhada de modo intenso.

4. O pilates no pós-parto ajuda a recuperar a força

Depois de dar a luz, é normal que a mulher se sinta um pouco mais fraca e sem muita disposição. Isso porque o corpo ainda está se acostumando com todas as mudanças.

Além disso, ainda tem o fato de o corpo ter que lidar com todos os hormônios durante esse período. Portanto, o processo é lento e complicado.

A fraqueza também pode ser sentida por conta da amamentação, onde o bebê suga todos os nutrientes do corpo da mãe fazendo com que as horas de sono se encurtem e o enfraquecimento aconteça.

Por meio então de uma alimentação balanceada, suplementação médica e a prática de exercícios como o pilates, é possível fazer com que a força volte aos poucos.

O pilates dará a essa mulher uma maior estabilidade, trabalhará seu foco, seu ânimo e por fim, irá melhorar sua disposição para com as coisas.

5. Pilates ajuda a evitar depressão pós-parto

Um período que necessita de tantas demandas, às vezes acaba fazendo com que as mulheres se sintam depressivas e com a sensação de incapacidade.

Infelizmente, a depressão pós-parto é algo comum que pode acontecer com qualquer um. Desse modo, é preciso se cuidar e dar atenção às necessidades da mulher.

Como o pilates é uma atividade que trabalha tanto corpo quanto mente, com a sua prática durante o pós-parto se torna possível evitar com que a depressão apareça.

Enfim, há muitos fatores em que o método pode ajudar uma pessoa, principalmente no pós-parto, onde é necessário todo um auxílio para com a mulher e sua nova fase.

Se você é um profissional de fisioterapia ou educação física e deseja complementar seu currículo adicionando capacitação em pilates, então conheça o curso de formação completa em pilates.

Nele, você terá toda a assessoria para poder aprender as técnicas e os métodos utilizados nesta metodologia e, assim, poderá ser capaz de aplicar seus conhecimentos junto a sua profissão.

Existe algum livro que possa me ajudar a ver sobre o tema?

Sim, existem muitos livros sobre o tema e um dos mais vistos, que apresenta um pilates moderno (não é de pilates clássico) e é bem barato, é esse aqui:

Mas vamos a nossa conclusão:

Em conclusão…

Conclusão

O pilates no pós-parto, como pudemos ver ajuda e muito em inúmeros aspectos. Mas não é só isso. A prática do pilates vai muito além em seus benefícios.

Recomenda-se inclusive, que a mulher o faça durante o período de gravidez e prossiga fazendo depois do parto. Isso ajuda bastante a manter o equilíbrio durante todo o período.

Conte-nos aqui nos comentários o que você acha da prática de pilates na gravidez e se você sabia que ele poderia ajudar em tantas coisas. Não deixe de compartilhar esse conteúdo.

Dani Castro, fisio formada a mais de 10 anos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!