fbpx

Entenda As Principais Diferenças Entre O Pilates E O Yoga!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

É muito comum que pessoas que não conheçam as técnicas confundam pilates e yoga. No entanto, apesar de terem princípios parecidos, elas são bastante distintos.

A confusão acontece porque ambas os métodos promovem uma consciência corporal e mental. Uma trabalha mais a mente e o outra trabalha mais o corpo.

 A yoga tem origem indiana, é uma prática bem antiga e tem como princípio buscar “alinhar” o corpo e mente. Para muitas pessoas esse é um estilo de vida.

O pilates tem origem alemã e teve seu início logo durante a primeira guerra mundial. Seu foco principal é ser um método de treino e, ademais, de reabilitação de pacientes.

Quais são as principais diferenças entre Pilates e Yoga?

Quais são as principais diferenças entre pilates e yoga

Para começar a entender, vamos falar sobre o pilates. Ele é um método criado na década de 20 pelo alemão Joseph Pilates. Na época que foi criado, Joseph tinha como intenção fazer com que esse método pudesse estimular mente e músculos.

Assim ela poderia combater vários problemas. A técnica foi construída então, a partir de seis princípios de pilates que são:

A atividade pode ser feita a partir do peso do próprio corpo, ou com ajuda de aparelhos que permitem que algumas açōes possam se desenvolver melhor.

O pilates é muito benéfico para quem sofre de estresse e ansiedade pois auxilia no controle corporal e em todo equilíbrio geral.

Além disso, o pilates foi criado com a intenção de ajudar pessoas com problemas na postura e outros problemas comuns. Isso porque melhora o alongamento e a postura.

Para quem deseja manter o corpo em dia sem que seja refém de academia, o pilates também pode ajudar fazendo com que haja mais tônus muscular e aumenta a aptidão do corpo para ser mais flexível.

Dentre seus benefícios, pode-se notar os seguintes pontos:

  • Ser mais flexível, ter mais resistência física e mental, capacidade de respiração e coordenação motora;
  • Trata os problemas de postura, dores e desvios da coluna;
  • Tonifica os músculos e faz com que diminuam os atritos;
  • Melhora a concentração e consciência corporal;
  • Atua na melhora e no combate de várias patologias.

Diferenças entre pilates e yoga

Já a yoga tem uma história mais antiga que se passa em terras indianas, sua principal atividade é focar no equilíbrio do corpo e da mente.

A yoga traz todo um foco para meditação, mantras e movimentos corporais. Sendo assim, ela atua bastante nos aspectos mentais e da emoção.

A técnica é uma filosofia de vida, pois cada pessoa reflete seu modo de enfrentar seu dia a dia através dela. Alguns dos seus benefícios são:

  • Diminui o estresse e a ansiedade;
  • Mais relax e equilíbrio emocional;
  • Sensação de paz interior;
  • Te deixa mais flexível e melhoras as dores corporais;
  • Ajuda no sistema nervoso;
  • Promove melhores noites de sono.

Qual das duas práticas devo escolher: Yoga ou Pilates?

Qual das duas práticas devo escolher Yoga ou Pilates

Na hora de fazer a escolha de cada um dos métodos, é preciso levar em conta de que nenhum é melhor do que o outro. Ambos possuem propostas distintas.

Por isso é crucial, se você deseja escolher algum método para começar a praticar, que você conheça seus princípios antes.

Você já sabe que a yoga trabalha mais a questão do estilo de vida e foco mental, e que o pilates trabalha mais a área de movimento corporal. Então basta escolher o que mais faz sentido para você.

Se os dois métodos fossem combinados, seriam benéficos em dobro para quem o pratica, pois enquanto um atuasse na mente mais profundamente, o outro atuaria no corpo.

Caso você busque por diminuir dores corporais o pilates é a atividade mais recomendada. Mas se você busca querer trabalhar as questões mentais e emocionais, talvez a yoga seja o que você procura.

O que ambas as técnicas possuem em comum?

Ambas trabalham movimentação e consciência corporal. As duas fazem com que cada pessoa consiga ter controle do próprio corpo a partir de exercícios.

As duas técnicas também trabalham muito a questão da respiração. Esse controle faz com que ambas as ações sejam capazes de ativar a força que vem do centro do corpo.

E quais são as diferenças entre pilates e yoga?

Uma das principais delas se encontra na forma de passar o produto final de cada método.

Suas diferenças ficam por conta da abordagem de cada uma. O pilates quase sempre é praticado por meio de acessórios e aparelhos, embora também se utilize o mat.

Em sua prática, é comum que as pessoas frequentem estúdios muito equipados. Já o yoga, quase sempre, se utiliza apenas do próprio corpo e o único acessório é o MAT.

Além disso, sua prática pode acabar sendo executada em qualquer lugar que contenha um espaço adequado. 

O uso de acessórios também vai depender do nível que você se encontra em cada atividade, eles têm como finalidade facilitar ou dificultar a execução de algum exercício.

Como dissemos, uma boa opção é que você consiga combinar as duas técnicas para que consiga ter um resultado mais satisfatório.

Joseph Pilates, o criador do pilates, quando inventou sua técnica, se inspirou no yoga (e em diversos outros métodos) e levou muitos conceitos do yoga para melhorar suas técnicas.

Por isso, se você quer ter uma sintonia maior entre corpo e mente, é crucial realizar as duas. Você pode conseguir praticar alguns exercícios de ambas as técnicas de maneira online.

Através de alguns cursos, esse acesso se torna possível. Na yoga, existem conteúdos iniciantes, intermediários e avançados bem didáticos.

O pilates também possui cursos de pilates mais aprofundados sobre tudo o que você precisa conhecer para iniciar a técnica corretamente.

Conclusão

O pilates e yoga são duas atividades muito boas para o corpo humano. Agora que você já sabe para que servem ambas, basta escolher aquele que faz mais sentido para você.

Uma dica para sua aula de pilates ou yoga: avalie bem suas necessidades e veja qual o lado você precisa ou quer desenvolver melhor. Com certeza, sem depender do que você for escolher, ambas farão total diferença em sua vida.

Nos conte aqui se você tem interesse em alguma dessas atividades e se você já experimentou alguma delas um dia.

Não se esqueça de compartilhar este artigo com mais pessoas para que elas saibam a diferença entre ambos os métodos.

Dani Castro, fisioterapeuta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!