fbpx

Como ser um instrutor de pilates qualificado

mulher com dúvida de como ser um instrutor de pilates qualificado

Como ser um profissional de pilates qualificado no Brasil e no exterior?

Você provavelmente fez ou conhece alguém que faz a metodologia, ou um profissional que trabalha com Pilates. No Brasil, existem cerca de 35 mil estúdios de Pilates e diariamente abre ou fecha um. Abrimos as redes sociais e aparecem desde estudio de pilates em Sorocaba a estudio de pilates na Tijuca (RJ). Estudios de pilates “do Oiapoque ao Chuí”, por assim dizer. Mas como ser um instrutor de pilates qualificado no nosso mercado tão amplo e tão competitivo e onde fazer um curso de pilates?

E de onde vem a formação em pilates desses instrutores?

Existem muitos estúdios e opções de lugares para praticar os exercícios de Pilates. Como posso saber afinal se o lugar tem um profissional qualificado e capacitado para ensinar o método? Não se trata de ser clássico ou contemporâneo mas sim de saber como ser um instrutor de pilates qualificado.

A saber: siga lendo abaixo e descubra como ser um melhor profissional de pilates e a verdade do pilates no Brasil e no mundo. Será que todos os cursos de pilates no Brasil de verdade são qualificados? Será que os nossos profissionais estão aptos para competir com os internacionais? Siga lendo abaixo.

A verdade do pilates no Brasil e como ser um instrutor qualificado.

Hoje bastam pouco mais de 60 horas, um investimento de 2 mil a 5 mil reais, ademais de alguns aparelhos e uma sala de aula para qualquer pessoa virar instrutor de Pilates.

Essas horas, muito questionáveis, são o suficiente para ganhar o título de instrutor de Pilates e oferecer exercícios com potencial de lesões sérias para adultos, gestantes, crianças e idosos. Infelizmente portanto não há diretrizes que norteiem a formação, como conteúdo programático ou carga horária no Brasil.

Formação completa que na verdade é incompleta.

Mas vamos combinar, é impossível se tornar entendedor de algo em 60 horas aulas. Muito menos parar neste primeiro curso, como se já tivesse aprendido tudo. O maior problema hoje é que os profissionais investem em um curso de formação completa de pilates na promessa de estar apto a realizar atendimentos e não investem em mais nenhum curso.

É importante ter atualizações, reciclagens, já que alguns profissionais são formados sem conhecer o básico do método, que são os exercícios de colchonete que Joseph Pilates criou, o Mat Pilates.

O meu curso realmente é um curso de pilates?

Antes de mais nada é importante definir Pilates: são exercícios criados por Joseph Pilates em mat e aparelhos onde unificamos a mente, o corpo e ademais o espírito.

Nem todos os cursos apresentam esse conceito mas ao mesmo tempo são vendidos como pilates.

Elaboramos uma breve lista de vários tipos de cursos que existem:

  • Em primeiro lugar Pilates original
  • Já em segundo lugar Pilates clássico
  • Ademais existe o Pilates contemporâneo (aqui se subdivide ademais em pilates com implementos modernos e pilates terapêutico).

Não colocaremos nessa lista os híbridos modernos que misturam diversos tipos de métodos (yogalates etc)

Mas afinal eu estou qualificado em que tipo de pilates?

Para saber qual o melhor curso de pilates, o primeiro que você tem que fazer quando busca uma escola do método é perguntar qual é o que ela ensina. Pilates é sempre pilates…mas não é o que acontece no momento. Vejamos:

Pilates Original

São exercícios idênticos ao que Joseph Pilates realizava (em colchonete e máquinas idênticas) quando deixou sua metodologia pronta. Todos eles estão no livro A obra completa de Joseph Pilates. Existe uma primeira etapa de construção dos exercícios que vai até 1918 onde Joseph utilizava muitos outros métodos para treinar seus alunos como: boxe, ginástica Muller, treinamento turnverein, etc… mas não é a essa etapa que queremos destacar.

Ao passo que elaborou seu método, veio a segunda etapa dos exercícios, ou etapa de ouro do pilates, pois todos já estavam criados e ordenados.

Contamos nos dedos as escolas do mundo que oferecem esse tipo de treinamento. Alves Pilates é uma delas

Pilates clássico

São exercícios de pilates conforme foram adaptados pelos alunos diretos de pilates e realizados em aparelhos o mais idênticos possíveis aos construídos pelo mestre. Então temos exercícios clássicos de Roama, de Fletcher de Lolita etc…

Quase todos os alunos de Joseph Pilates modificaram os exercícios de pilates e a forma de ensino do mesmo. Alguns ademais criaram até mesmo séries de exercícios básicos e intermédios enquanto outro fizeram outras séries em pé.

Todos os alunos de Joseph Pilates são ótimos mas é importante que se sua escola é de pilates clássico, perguntar de que elder (aluno direto do mestre criador do método) ele vem.

Pilates contemporâneo

São exercícios com uma aproximação contemporânea ao pilates realizados em máquinas de outros tamanhos aos contruídos pelo mestre. Se o aluno entra nessa escola diretamente sem saber que existe um pilates original e clássico antes, fica um pouco perdido.

Aqui decerto podemos dividir em pilates com implementos modernos e pilates terapêutico.

Pilates com implementos modernos

São exercícios de pilates onde usamos bolas tipo fitball e overball, faixas elásticas e toning balls. Em algumas escolas existe um respeito pela sequência dos exercícios originais e tentam fazer esses exercícios o mais parecido possível.

Ao mesmo tempo existem outras escolas que somente fazem uma aproximação ao método, sem a preocupação de se acercar aos exercícios criados pelo mestre.

Pilates terapêutico

Às vezes conhecido também como pilates de reabilitação, são exercícios que usam técnicas do método pilates misturados com a ginástica médica. As vezes são exercícios de preparação para chegar a um exercício original ou clássico. De fato muitas vezes são chamados de exercícios de pré pilates.

Antes de tudo é importante dizer que esse tipo de pilates sempre possui o efeito de reabilitar um paciente, por meio de misturas de técnicas (Feldenkrais, Alexander, Método Rolf…misturado com pilates).

Mas afinal por onde eu devo começar?

Você tem que buscar um curso que tenha tudo o que foi mencionado antes. Nosso curso é o único do mundo que ensina todas as formas de pilates e sempre é viável começar desde o pilates original e além disso seguir a sequência da lista que mostramos acima. .

Pilates original, clássico e por fim o moderno. Tudo isso para que possa ter um desenvolvimento do conhecimento de forma lógica. Da mesma forma que o método foi criado.

Quais são os parâmetros internacionais e como ser um instrutor de pilates qualificado?

Segundo a PMA (Pilates Method Alliance) que é a maior associação e entidade máxima do pilates a nivel mundial o mínimo de horas de um curso de pilates é de 450 horas. Portanto para realizar um curso assim o profissional tem que estudar pelo menos 6 meses a 1 ano intensivamente. Qualquer curso com menor carga horária que esse, lançará um profissional desqualificado no mercado.

A saber: a PMA é uma entidade externa, uma terceira parte internacional que faz uma prova para medir a capacidade mínima da sua destreza como profissional de pilates.

Ela vai analizar sua prova seja de que escola você seja…Muitas pessoas possuem medo de ser julgados depois que já estão formados, porque as vezes investem muito dinheiro na formação de pilates, mas a escola não tem qualidade internacional para fazer o aluno passar na prova.

Mas se você quer ser qualificado em outros países é importante fazer essa prova. Ela mede seu conhecimento mínimo segurança do pilates para todos seus alunos. Uma vez que você possua essa aprovação, seu niivel sube muito.

Quem pode fazer um curso de Pilates no Brasil?

  • Estudante ou Formado em Fisioterapia
  • Ou estudante ou Formado em Educação Física

Isso é oficialmente falando, de acordo ao CREF e CREFITO, já que existem diversos outros profissionais que usam o método pilates no seu meio de trabalho. Aliás temos profissionais da dança, enfermagem, quiropraxia e terapia ocupacional usando o método pois ganharam liminares que assim o permitem.

Não é nosso intuito discutir isso aqui mas é importante saber que o pilates é uma técnica livre, é um método, não é uma profissão.

O CREF e o CREFITO são conselhos dos profissionais de Educação Física e da Fisioterapia e eles dizem que apenas seus formados podem trabalhar com o pilates…. mas por tratar-se de uma técnica livre nenhum curso leva o carimbo desses Conselhos…

Pois o CREF e CREFITO somente carimbam curso de graduação ou pós graduação.

No resto do mundo diversos profissionais trabalham com pilates e no Brasil ademais, muitos já ganharam liminares contra esses conselhos.

O que muitos não sabem é que no Brasil já foi dito e “batido o martelo” por diversos juizes que “É ILEGAL a fiscalização, a emissão de auto de infração e a exigência de inscrição no CREF por parte do CREF à profissionais da área do Pilates, sejam pessoas físicas ou jurídicas.” A primeira pessoa a ganhar isso na justiça foi a conhecida Cecilia Panelli.

E que ademais…não pode o próprio Conselho de Ed. Física definir se, por exemplo, o Pilates é atividade física, médica ou outra. Este assunto somente pode ser disciplinado por lei e não por resolução. Um conselho não tem o poder . Então também podem realizar pilates na sua profissão:

  • Formados em dança
  • Enfermeiros (seu conselho aprovou isso)
  • E todas as profissōes que seus conselhos aprovem.

Todos os cursos do Brasil possuem realmente os padrōes internacionais?

Não. Antes de mais nada você tem que saber: no Brasil somente podem atuar no Pilates os profissionais de educação física e os fisioterapeutas, ademais dos formados em outras atividades que ganham liminares.

Isso tem um lado ruim e um lado bom:

Em primeiro lugar o lado bom: os professores do método são profissionais já titulados em uma carreira relacionada ao exercício, seja para reabilitação ou treinamento.

Por analogia temos também o lado ruim, que é o de que qualquer pessoa formada nas carreiras acima podem realizar um curso de fim de semana de pilates e trabalhar no método.

Sim, pasmem! É assim mesmo…

Só para ilustrar: no mundo todo o curso de pilates é um curso de 6 meses a 1 ano inteiro de aprendizado. Pelo contrário no Brasil o curso pode ter duração mínima de 1 ou 2 fins de semana.

Por conseguinte isso faz com que, de fato, tenhamos profissionais despreparados no mercado pois é difícil que um profissional aprenda todo o método em 1 ano, quanto mais em 1 fim de semana.

Selo de qualidade

Se eu me formar no Brasil eu posso trabalhar no exterior?

A princípio não. Seu título de pilates não é validado no exterior. Depende muito das leis de cada país mas para que seja validado no exterior você tem que ter fazer o seguinte:

Para trabalhar com pilates através de seu título universitário:

  • Validar seu título profissional da universidade nos órgãos pertinentes do Brasil e do exterior (consulados, cartórios, etc) e trabalhar com esse título realizando aulas de pilates. Nesse caso ademais do título universitário você deve ter seu título de pilates de 450 horas mínimas.

Para trabalhar somente como professor de pilates através do título do seu curso livre e específico do método:

  • Realizar a prova da PMA (Pilates Method Alliance) e tornar-se um instrutor certificado internacional.

Com efeito de tornar o pilates uma profissão, a PMA realizou diversas coalizōes internacionais com o fim de facilitar a vida dos profissionais do pilates. Aliás a maioria dos formados no método pode trabalhar em diversos países com o certificado PMA.

A saber:

A PMA só permite que você realiza a prova para a credencial internacional se o seu curso tiver os padrōe para o mesmo, com um mínimo de 450 horas de estudo.

E existem muitos casos assim, como em diversas outras profissões…

Existem profissionais sem condições mínimas para atuar ou ministrar cursos sobre o método, mal sabem entender o Pilates e tentam ensinar através de fotos em apostilas, aquele famoso cópia e cola.

Já foram relatados casos de profissionais qualificados e muito conhecidos no meio do Pilates, com alunos que caíram de aparelhos muitas vezes. Como resultado disso alguns casos chegaram até a ter lesões medulares!

Acrobacias malucas são pilates?

Não devemos fazer acrobacias e loucuras perigosas para postar em redes sociais. É um risco que não é indicado para todos. É preciso ter técnica e treinamento e , da mesma forma, jamais fazer algo assim sem supervisão de um profissional qualificado.

Realmente é muito sério isso que está acontecendo. O método é excelente para a reabilitação e também para o condicionamento físico, com evidencias cientificas comprovadas.

Muitos pacientes chegam ás aulas já estando lesionados e ademais com problemas de saúde, querendo amenizar a dor que sentem. Com um instrutor de pilates qualificado, sim , conseguirão atingir seus objetivos e resultados.

Cuidado com os cursos de pilates que não são sérios!

Pilates é a solução para muitas patologias

O Pilates foi enaltecido como remédio para problemas crônicos e o problema é quando o remédio acaba se tornando veneno. Vemos diariamente fotos e mais fotos sem propósito algum, e o cliente que mal consegue ter equilíbrio numa perna só, está fazendo diversas piruetas pendurada no aparelho…

O método está perdendo-se e o avançado sendo interpretado como difícil. Antes de mais nada devemos saber que o avançado é o entendimento do básico com a conexão do movimento tornando-o evoluído. O Pilates deve proporcionar uma consciência de corpo, uma vista diferente do que a pessoa tinha de si mesma e um entendimento do movimento.

A saber:

A técnica é um método livre e por si só “reabilita” mas a palavra “reabilitar” legalmente é da profissão da fisioterapia.

Coluna vertebral

Mas como ser um instrutor de pilates qualificado?

Quando o Pilates é ministrado por quem tem conhecimento, o limite individual de cada praticante é o ponto principal da aula. E não existem regras a serem seguidas, o caminho é o entendimento de cada caso e a junção de toda sabedoria para proporcionar o melhor atendimento. Mas isso você só terá se o profissional que está te atendendo apresentar a essência do método através do movimento e lutar por uma conduta ativa e responsável com a sua saúde. Pilates não é brincadeira de criança, é coisa séria. Se você é um paciente ou dono de estúdio de pilates solicite a formação do instrutor.

Aqui vão algumas dicas de como ser um instrutor de pilates qualificado no mercado de trabalho:

 instrutor de pilates qualificado no reformer com aluna
  • Em primeiro lugar ter um curso de pilates de 450 horas mínimas.
  • Já em segundo lugar, que esse curso tenha o apoio de associações internacionais. Que não seja uma empresa que não possui apoio nenhum de outras entidades. Se for assim será muito difícil trabalhar no exterior.
  • Ademais que o curso seja de uma empresa realmente legalizada no país e que tenha prática constante no mercado. No Brasil tem que ter CNPJ e deveria ter marca registrada.

Da mesma forma existem outros fatores que aumentam sua qualificação profissional do ponto de vista pessoal e não legal, mas que enchem os olhos de qualquer empregador:

  • Se o seu curso teve estágio internacional ou não.
  • E por certo: ser geração direta de Joseph Pilates.

Ser geração direta de Joseph Pilates é muito importante

Identifique se o curso realmente vem de alguma empresa que aprendeu pilates através de linhas de conhecimento do próprio Joseph Pilates. Se Joe Pilates ensinou o pilates para um aluno, e esse passou os conhecimentos para os professores da empresa de cursos que o profissional realizou, é um curso legítimo. Se você não sabe quem ensinou a metodologia ao seu professor desconfie. E muito. Pergunte quem o ensinou pilates em um curso de formação. Aprender em workshops somente não serve, o importante é ter um curso de mais de 450 horas de base.

Preparamos uma lista de cidades que possuem cursos de pilates presenciais e online com aval internacional:

Existem cursos presenciais e online. Dentre os cursos online de formação do método pilates, os principais são os que são feitos ao vivo e com muito treinamento durante o ano.

Aliás muitos cursos presenciais e online possuem credencial internacional e separamos o melhor pra você conferir, basta com fazer clic aqui embaixo:

Quero ver as cidades com os melhores cursos de pilates.

Conclusão final de “como ser um instrutor de pilates qualificado”

Você já parou para pensar que os pacientes e clientes estão entregando seu corpo, a sua saúde nas mãos de pessoas que podem ter feito apenas um workshop, um curso de 2 fins de semana ou visto um DVD sobre Pilates e nada mais? Pilates é remédio para problemas crônicos, risco é quando o remédio acaba se tornando veneno perigoso.

Aumente sua qualificação em pilates seguindo os conselhos acima. Com isso elevaremos a percepção da qualidade no método aos olhos de toda a comunidade internacional.

OBS: conheça o nosso curso, que reúne todos os padrōes internacionais acima citados e ademais um sem fim de vantagens! Faça clic no botão abaixo e veja informação grátis, sem que ninguém te ligue ou te envie spam; somente a informação necessária:

Andreia Chiavini

Posts mais recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!