fbpx

Recuperação Do Joelho: Como Utilizar O Método Pilates?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Você sabia que a recuperação do joelho pode ser feita por meio do pilates? É verdade! Muitos dos alunos de pilates procuram estúdios expertos para que possam reabilitar partes do seu corpo. As vezes vem algúm joelho inchado ou até mesmo doendo.

Durante as práticas de pilates, uma das partes do corpo que mais precisa de cuidados é o joelho. Muitas pessoas procuram o exercício com a intenção de reabilitá-lo.

Assim como a coluna, o joelho impacta na qualidade de vida do indivíduo, podendo atrapalhá-lo em todas suas atividades, visto que esta é uma das articulações mais usadas.

Desse modo, o pilates aparece como uma ferramenta para solucionar essa questão. Quer saber como? Continue lendo.

É Possível Fazer A Recuperação Do Joelho Com Pilates?

É Possível Fazer A Recuperação Do Joelho Com Pilates?

O joelho, para quem não sabe, é uma das articulações mais complexas do nosso corpo. Isso porque ela é muito requisitada, e, por conta disso, pode sofrer muitas alterações.

A principal lesão que acontece na articulação do joelho é a lesão no ligamento cruzado anterior (LCA).

Muito comum entre as pessoas que praticam esportes de salto, como o basquete ou o futebol.

Há várias gravidades que podem ser atingidas nessa lesão e o tratamento variará de acordo com o gravidade, podendo ser um método mais conservador ou cirúrgico.

Se você quer começar a praticar pilates para que ele sirva como um método de tratamento conservador, você deverá anunciar isso para seu instrutor.

Assim, ele poderá pensar em exercícios voltados para sua necessidade.

Outro tipo de lesão que costuma acontecer muito com atletas é a tendinite patelar. Ela tem causa no esforço repetitivo sobre o tendão do quadríceps femoral.

Já a condromalácia patelar é uma lesão que atinge mais as mulheres. Seu sintoma principal é a degeneração da cartilagem, podendo causar dor durante a flexão do joelho.

Essas são apenas algumas de diversas lesões que acontecem. Todas elas poderão ser recuperadas por meio do pilates. Uma das funcōes do método é fortalecer o joelho e todas as articulaçōes.

Qual o meio para tratar a reabilitação do joelho?

Quando o assunto é o tratamento, a reabilitação acontece de acordo com a avaliação feita na patologia existente.

Primeiro é preciso saber de qual tipo de lesão a pessoa está sofrendo, a partir daí é que o pilates pode entrar em cena como um método de ajuda.

Existem dois tipos de movimentos, o CCF e o CCA.

A diferença entre ambos é que o movimento CCF faz um trabalho de movimentação mais global. Já a CCA utiliza uma ou poucas articulações.

Então, sabendo disso, as lesões que possuem uma vantagem em seu tratamento são as CCF, por terem uma maior estabilidade articular.

Se o aluno está em uma fase crônica de reabilitação do joelho, sem que apresente grandes instabilidades, o CCA pode acabar sendo realizado sem maior intercorrência.

Os exercícios propostos serão definidos pelo instrutor, por meio do diagnóstico do paciente. 

Sendo assim, serão feitos pontos específicos para que haja a melhora do local.

O importante nisso tudo é que não aconteçam os exercícios em que o paciente fica apoiado em seus joelhos, para que não haja um maior desconforto.

Como Obter A Recuperação Do Joelho No Método Pilates?

Como Obter A Recuperação Do Joelho No Método Pilates?

A recuperação do joelho no pilates se dá por meio de exercícios acompanhados por um profissional. De modo controlado e individual para cada pessoa.

O pilates é uma atividade que apresenta fins altamente satisfatórios quando feito em foco para cada patologia.

Um paciente, por exemplo, que tenha uma degeneração meniscal deve fazer exercícios que tenham foco para essa condição. O importante nessas horas fica por conta da escolha adequada de cada profissional. Assim, confira se o instrutor possui certificação em pilates antes de confiar a ele sua recuperação.

O pilates na cura do joelho atuará como um tratamento que irá oferecer:

  • Ganho de força;
  • Estabilidade;
  • Equilíbrio;
  • Entre outros.

Com os alongamentos e movimentos específicos para cada traço de cada pessoa, o pilates se torna um meio seguro e eficaz para tratar as lesões nas articulações do joelho.

Algumas restrições para melhorar o joelho pelo pilates

Assim como os pacientes que possuem problemas na coluna, os pacientes que tem patologias no joelho demonstram muita satisfação quando tratados por meio do pilates.

Isso porque a cada dia que passa, ao passo que a pessoa vai colocando em prática aquilo que aprendeu. A qualidade de vida pode ser observada junto com sua motivação.

No entanto, deve-se ficar de olho na motivação do aluno/paciente, para que ele não faça além do que lhe permitem.

Caso isso aconteça, poderá haver um caso de regressão podendo levar o paciente a ter a mesma dor de antes.

Assim, dependendo de qual quadro o paciente se encontre, é preciso que o profissional coloque algumas restrições.

Por exemplo:

  • Pacientes com lesão LCA com menos de 8 semanas não devem fazer exercícios de cadeia cinética aberta;
  • Deve-se usar a prancha com cuidado nos pacientes de pós-lesão LCA, para que não haja aumento de pressão no ligamento;
  • Pacientes de Gonartrose, Condromalácia e tendinite patelar devem evitar exercícios de apoio no joelho;

Se um paciente estiver recém-operado, os agachamentos profundos devem ter execução somente após certo período de tempo.

Pacientes que possuem lesões degenerativas devem também evitar fazer agachamentos.

Isso porque caso os músculos da pessoa não estejam estáveis e fortes, o aluno sentirá muita dor nos dias seguintes e poderá até mesmo perder a motivação de ir às aulas.

É preciso também estar atento para, mesmo que a melhora esteja aparente, o paciente ainda possui restrições.

Sendo assim é preciso continuar na linha sem se aproveitar muito disso, para que não possa se prejudicar depois.

Conclusão

Conclusão

Como vimos, a recuperação do joelho por meio do pilates é possível.

No entanto, deve-se tomar muito cuidado. Por isso, antes de começá-la, é preciso que o paciente informe ao instrutor todo o seu quadro.

Desse modo, o instrutor de pilates pensará no melhor modo para garantir o bem-estar do indivíduo, sem que ele se sinta prejudicado.

Para que a reabilitação aconteça da melhor maneira, invista em um estúdio sério, com profissionais aptos.

Gostou deste artigo? Nos conte sua opinião aqui abaixo. Além disso, comparta para que mais gente possa ver.

Dani Medeiros, fisioterapeuta

Veja também nossos posts mais recentes:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe o Ebook de pilates e AVC gratis!

Faça o download aqui!